24/04/2014
Reação pra todo gosto
"Day after" da decisão da ministra Rosa Weber, que avalizou a CPI exclusiva da Petrobras, como queria a oposição, gerou comemorações e choradeiras, mas também contra-ataques. Há os que defendem que o Plenário do STF ratifique a decisão de Weber, os que não querem indicar membros da CPI, os que condenam a quebra da "autonomia do Congresso", e os radicais, que querem investigar a cartelização de trens e o porto de Suape. O tema CPI, que vinha esfriando, ganhou novo impulso, e os ânimos estão novamente exaltados. Afinal, é ano de eleição, gente!

Postado por Equipe do Blog às 11:12
[7 Comentários]  [Envie esta mensagem]
meu perfil
 Ex-deputado, 60 anos, advogado, cantor amador e motociclista  
Na Prateleira
histórico
links
- Correio Braziliense
- Cristiane Brasil
- Época
- Folha de São Paulo
- O Estado de São Paulo
- O Globo
- Valor Econômico
- Veja
busca
CONTATO
- Fale Conosco
Acessos
000000004414299
Siga-me no twitter
Siga-me
Dê uma nota para este blog

Indique este Blog
WebMaster
WebDesigner
Teresa Ferrão
24/04/2014
Vai ou não vai?

Agora que a ministra Rosa Weber deu ganho de causa à oposição, avalizando a criação de uma CPI exclusiva, a pergunta que corre nos bastidores é: qual comissão afinal será instalada? A que conta com 30 assinaturas para funcionar apenas no Senado, ou a mista, que tem as mesmas 30 de senadores e mais de 200 apoiamentos de deputados? É certo que os impasses burocráticos ainda continuarão e não se deve esperar a instalação de uma comissão de inquérito antes de 10 de maio. Vai ter muito ranger de dentes até que se inicie de fato o trabalho da CPI. Isso se realmente ela for instalada.


Postado por Equipe do Blog às 11:33
[0 Comentários] [Envie esta mensagem]
24/04/2014
Filme repetido

A efetiva instalação de uma CPI para investigar as denúncias que pesam contra a Petrobras não autoriza à opinião pública que aguarde por um festival de revelações e escândalos transbordando diariamente das reuniões. É certo que o PT e o PMDB dominarão a presidência e a relatoria da CPI, impondo obstáculos a quebras de sigilo de dirigentes da empresa e à convocação de autoridades. E de mais a mais, os implicados em denúncias de corrupção e outros malfeitos comparecem às CPIs munidos de habeas corpus que lhes permite o silêncio, portanto, não se deve esperar da comissão de inquérito da Petrobras mais do que um palanque para a disputa eleitoral e a troca de acusações entre governo e oposição.


Postado por Equipe do Blog às 11:30
[0 Comentários] [Envie esta mensagem]
24/04/2014
Aí já é demais!

Sites e formadores de opinião das redes sociais ligados ao petismo lançaram uma nova teoria da conspiração, que, segundo eles, justifica a decisão da ministra Rosa Weber, favorável ao pedido da oposição para que seja autorizada a CPI exclusiva da Petrobras. Segundo afirmam, a decisão da ministra estaria contaminada pelo fato de seu filho, Demetrio Weber, ser jornalista de "O Globo", considerado um ícone da "velha mídia", que atua contra o governo etc. etc. É muita criatividade dessa gente. Essa é a tal mídia "neutra" do Lula.


Postado por Equipe do Blog às 11:16
[0 Comentários] [Envie esta mensagem]
24/04/2014
Troca de comando

Aos poucos, a presidente Dilma vai sinalizando ao mercado o que pretende fazer caso seja reeleita. Hoje o "Valor" revela que num eventual segundo mandato Dilma pretende trocar o ministro Guido Mantega pelo presidente do Banco Central, Alexandre Tombini, no comando do Ministério da Fazenda. A troca pode se dar tão logo vença a eleição ou depois da posse. As condições da economia é que vão determinar o calendário. Até lá, Mantega tem uma dura batalha pela frente: lutar para ser lembrado como o ministro da Fazenda mais longevo da República, e não como o ministro que trouxe de volta a inflação.


Postado por Equipe do Blog às 10:45
[0 Comentários] [Envie esta mensagem]
24/04/2014
Ativo que pode virar fragilidade

Não é novidade que Eduardo Campos e Marina Silva guardam mais diferenças do que pontos em comum, traço que deve se acentuar à medida que a campanha avança. No interior do Paraná, ontem, segundo "O Globo", Campos passou por "saia-justa" ao ser questionado por ruralistas sobre as posições de sua vice nas questões ambientais. O candidato afirmou que nasceu no meio rural, que conhece os problemas do homem do campo, e que a companheira de chapa "mostrou apreço a quem produz os alimentos e que alça o Brasil à condição de destaque no cenário econômico internacional". E ficou nisso. Pelo menos na questão do aborto os dois concordam: são contra. A aliança PSB-Rede terá um desafio a mais do que tornar Campos conhecido do eleitor e cativar seu voto.


Postado por Equipe do Blog às 10:43
[0 Comentários] [Envie esta mensagem]
24/04/2014
Elo perdido

A política de segurança do Rio de Janeiro, que tem na Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) sua maior expressão, tem sido posta à prova quase que diariamente. E o registro de mortes de moradores das comunidades como saldo do confronto entre polícia e traficantes vai se tornando lugar-comum. O dançarino Douglas Rafael da Silva, do programa "Esquenta" da TV Globo, no Pavão-Pavãozinho, é a baixa mais recente dessa 'guerra' sem fim. É consenso que a política das UPPs precisa de ajustes, que vêm sendo feitos, infelizmente não na velocidade necessária. E em vez de crescer, vai diminuindo o grau de confiança entre os moradores das comunidades e os policiais militares (sempre os principais suspeitos quando há mortes) responsáveis pela segurança das áreas "pacificadas". Pra começo de conversa, é preciso resgatar o elo perdido entre polícia-comunidades, que trouxe esperança por dias melhores para a população do Rio de Janeiro.


Postado por Equipe do Blog às 10:38
[0 Comentários] [Envie esta mensagem]
23/04/2014
Faca de dois gumes

Depois do PSDB de Aécio Neves, agora é a vez de outro presidenciável ter direito a dez minutos de propaganda obrigatória no rádio e na TV. Nesta quinta, quem apresenta programa partidário é o PSC do pastor Everaldo, que vem aparecendo nas pesquisas eleitorais ora com 2%, ora com 3%. Sempre que é inserido nas pesquisas, o pastor acaba tirando pontos preciosos dos principais postulantes, principalmente da presidente Dilma. Resta saber se os 10 minutos no horário nobre da TV servirão pra melhorar a intenção de voto no presidenciável do PSC, ou se ajudarão a piorar sua rejeição, que, segundo o último Ibope, está na casa dos 23%, acima até da quantidade dos que rejeitam o pernambucano Eduardo Campos (21%).


Postado por Equipe do Blog às 12:22
[0 Comentários] [Envie esta mensagem]
23/04/2014
Dinheiro fácil

Premido pelas dificuldades em cumprir a meta de superávit primário de 1,9% do PIB, o governo federal encontrou uma fonte de receita extra para enfrentar este complicado ano eleitoral. Na semana passada, o Ministério da Fazenda editou portaria aumentando os valores das apostas das loterias administradas pela Caixa Econômica. Os aumentos são de R$ 0,50 em média, e com eles abre-se a perspectiva de que o governo arrecade cerca de R$ 2 bilhões a mais por ano. Como as estimativas mostram que os brasileiros apostam cada vez mais, o desejo de todos de ficarem ricos da noite para o dia é receita certa para engordar o cofrinho da União.


Postado por Equipe do Blog às 12:10
[2 Comentários] [Envie esta mensagem]
23/04/2014
Jurisprudência petista

Grupo ligado ao deputado André Vargas (PT-PR) conseguiu não apenas protelar a votação da abertura de processo contra ele no Conselho de Ética, mas também o incentivou a não renunciar ao mandato. Os jornais afirmam que o PT pode vir a expulsar Vargas, caso ele ameace arrastar o partido nas investigações sobre sua relação com o doleiro Alberto Yousseff. Seria o repeteco do que aconteceu com Delúbio, expulso pra não contaminar a reeleição de Lula. O ex-tesoureiro, entretanto, foi reincorporado mais tarde. O mesmo caminho se abre agora para Vargas.


Postado por Equipe do Blog às 11:51
[27 Comentários] [Envie esta mensagem]
23/04/2014
Passaporte para o futuro

Começa hoje, em São Paulo, o maior evento sobre governança da internet no mundo. O Brasil conseguiu aprovar o Marco Civil da Internet a tempo de apresentá-lo no encontro, tornando-se um dos quatro únicos países a ter uma legislação nesse sentido. A lei brasileira é a única que se refere especificamente à neutralidade da rede, que é a defesa da prestação de serviços com a mesma velocidade para pacotes de custos diferentes. Com isso, o País deve garantir uma participação de destaque nas futuras discussões sobre o tema que mobiliza o mundo da web.


Postado por Equipe do Blog às 10:56
[1 Comentários] [Envie esta mensagem]
23/04/2014
Mas cuidado, Brasil

E como será o futuro? Se por um lado, após as denúncias de Edward Snowden, ficou evidente a necessidade de retirar o excesso de interferência americana na gestão da internet, esse movimento, por outro lado, está provocando a criação de bolsões de resistência a uma rede inteiramente livre de censura como é atualmente. China e Rússia encabeçam esse movimento. A China, aliás, nunca respeitou a liberdade na web. É preciso cuidado para que o Brasil, ao defender a saída dos EUA da rede, não jogue água no moinho dessa tendência.


Postado por Equipe do Blog às 10:54
[0 Comentários] [Envie esta mensagem]
22/04/2014
Vitória maiúscula

Apesar do baixo quórum, o governo garantiu esta manhã a aprovação do projeto que institui o Marco Civil da internet em duas comissões do Senado, vencendo as resistências que amarravam a votação. O texto segue ainda hoje para a batalha final em Plenário, mas cenário é de aprovação rápida e indolor. Com o Marco Civil, Dilma dá demonstração de força, e de que solucionou o problema da coordenação política com a troca de Ricardo Berzoini por Ideli Salvatti. De quebra, pode levar o marco como trunfo no evento Net Mundial, que começa hoje em São Paulo.


Postado por Equipe do Blog às 11:55
[41 Comentários] [Envie esta mensagem]
22/04/2014
Tá todo mundo enrolando?

Ministra Rosa Weber prometeu julgar hoje o pedido de liminar da oposição para que a CPI investigue exclusivamente a Petrobras. Por sua vez os governistas já possuem planos A e B: caso ela decida pela CPI exclusiva, ingressarão com mandado para que o Plenário do STF julgue o mérito da ação, deixando-a sub judice. Caso a ministra opte pela CPI ampla, o governo apostará na confusão de haver quatro pedidos de CPIs; aí, será a vez de a oposição ir ao STF pedir que o Plenário julgue a questão. E assim segue a novela da CPI, se arrastando até, quem sabe, ser enfim enterrada pela avalanche do calendário Copa/eleições.


Postado por Equipe do Blog às 11:51
[0 Comentários] [Envie esta mensagem]
22/04/2014
Afiando a lâmina

Enquanto o deputado André Vargas (PT-PR) não decide se renuncia ou não ao mandato, o Conselho de Ética da Câmara se reúne hoje para a apresentar o parecer preliminar do relator, Júlio Delgado. O parlamentar do PSB já adiantou que vai pedir a cassação de Vargas, e se for aprovado o parecer preliminar, o deputado será notificado e começará a contar o prazo de 10 dias para entrega da defesa. O comportamento do PT no Conselho vai ditar o ritmo da guilhotina. Se interessar ao governo encerrar rapidamente o caso para que não contamine as eleições, podem ter certeza: a cabeça de Vargas vai rolar em tempo recorde.


Postado por Equipe do Blog às 11:33
[0 Comentários] [Envie esta mensagem]
22/04/2014
Tá ruim, mas pode piorar

O humor do mercado piora a cada semana. O boletim Focus trouxe, pela primeira vez este ano, uma projeção de inflação que estourou o teto da meta definido para a política monetária. Segundo o boletim do Banco Central, a estimativa saltou de 6,47% para 6,51% entre uma semana e outra. Há quatro semanas, era de 6,28%. E também a previsão do PIB piorou da semana passada para esta - de 1,65% para 1,63%. O Focus também foi ruim para o governo no capítulo do déficit em transações correntes em 2014. A média do saldo negativo na conta-corrente passou de US$ 77 bilhões para US$ 77,05 bilhões. São pequenas alterações, aqui e ali, mas que mostram um quadro de consolidação de perspectivas ruins para a economia brasileira.


Postado por Equipe do Blog às 11:19
[1 Comentários] [Envie esta mensagem]
22/04/2014
Em busca do paraíso perdido

Com a missão de tirar o Japão da recessão em que se encontra por duas décadas, o premiê japonês Shinzo Abe usa a visita do presidente americano Barack Obama, amanhã, para carregar no simbolismo que o parceiro, que exerceu um papel crucial na reconstrução do país no pós-guerra, tem no imaginário nacional. Com a "Abenomics", como é conhecida a política monetária do premiê, o Japão, dono da terceira maior economia do mundo, com PIB de US$ 6 trilhões, tenta dar a volta por cima (EUA e China, são as duas maiores, com US$ 17 tri e US$ 9 tri, respectivamente), e reviver a época de ouro que encantou o mundo nos anos 50/80. Em artigo no "Valor", Abe ressalta a abertura do país ao exterior, a incorporação da força de trabalho das mulheres na economia doméstica e assegura que a guinada, "uma contribuição proativa à paz", passa ao largo de interesses militares imperialistas. Na virada do ano, os especialistas calculavam que, se o Japão tiver uma inflação de 2% e atingir crescimento de 1,5% em 2014, a "Abenomics" pode ser considerada um sucesso.


Postado por Equipe do Blog às 09:43
[0 Comentários] [Envie esta mensagem]