01/09/2014
Marina e seu modelo
"Folha": Marina não toma decisões políticas importantes sem consultar a Bíblia, prática comum entre os evangélicos. A consulta é precedida de oração, para, em seguida a Bíblia ser aberta, aleatoriamente, segundo orientação divina. É um ato de fé. Tem gente que, diante de decisões difíceis, consulta orixás, joga búzios; outros, consultam Gramsci, ouvem o padre, familiares e amigos, enfim, cada um tem seu modelo pra resolver questões complexas. O modelo de Marina é um entre muitos, e merece respeito, como os demais. O resto é exploração política.

Postado por Equipe do Blog às 11:12
[7 Comentários]  [Envie esta mensagem]
meu perfil
 Ex-deputado, 61 anos, advogado, cantor amador e motociclista  
Na Prateleira
histórico
links
- Correio Braziliense
- Cristiane Brasil
- Época
- Folha de São Paulo
- O Estado de São Paulo
- O Globo
- Valor Econômico
- Veja
busca
CONTATO
- Fale Conosco
Acessos
000000004621569
Siga-me no twitter
Siga-me
Dê uma nota para este blog

Indique este Blog
WebMaster
WebDesigner
Teresa Ferrão
01/09/2014
Para reflexão

Considerando o lugar que Marina ocupa nas pesquisas, parece que o método vem dando certo...


Postado por Equipe do Blog às 12:55
[0 Comentários] [Envie esta mensagem]
01/09/2014
Só Jesus salva

Se há quem critique o método da candidata do PSB haverá outros tantos que podem entender que só Deus mesmo para tirar o Brasil da encruzilhada em que está metido.


Postado por Equipe do Blog às 12:54
[0 Comentários] [Envie esta mensagem]
01/09/2014
Fundo do poço tem mola?

O resultado oficial do PIB do 2º trimestre pelo IBGE, que revelou um cenário de recessão, exerceu forte influência sobre o mercado. Segundo o boletim Focus, editado semanalmente pelo Banco Central com a média de opiniões de analistas do mercado financeiro, a estimativa do PIB de 2014 caiu pela 14ª semana consecutiva, de 0,7% da semana passada para 0,52% nesta. Apesar do otimismo do ministro Guido Mantega, o que está ruim ainda pode piorar.


Postado por Equipe do Blog às 12:52
[0 Comentários] [Envie esta mensagem]
01/09/2014
Datafolha na rua

Apesar de ter divulgado uma pesquisa na última sexta-feira, o Datafolha colocou novamente seus pesquisadores na rua e prepara uma nova sondagem presidencial, que provavelmente será divulgada na próxima quinta. Como estamos entrando na reta final da campanha (faltam apenas 35 dias para a votação em 1º turno), pesquisas irão pulular nos próximos dias. De certa forma, é uma boa maneira de medir o quanto a candidata Marina Silva vai resistir ao espancamento que já vem sofrendo de petistas e tucanos. Se a candidata do PSB passar por este corredor polonês das próximas semanas, o que poderá derrubá-la? O avião Cessna?


Postado por Equipe do Blog às 12:46
[0 Comentários] [Envie esta mensagem]
01/09/2014
Rio corre para outros mares

Amanhã termina o prazo para que candidatos, partidos e comitês financeiros entreguem à Justiça Eleitoral a 2ª parcial da prestação de contas de campanha. Estudo preliminar do "Estadão" antecipa para que mar está correndo o rio das doações de campanha: o PMDB deve continuar como o principal destinatário dos milhões doados por empresas e pessoas físicas. Segundo o jornal, o PMDB já arrecadou mais de R$ 100 milhões, cerca de 23% do total arrecadado. Apesar de ter melhorado em relação à 1ª parcial, o PT ocupa o 4º lugar na lista de maiores doações. O que impressiona é a diferença entre o que foi arrecadado entre os dois partidos: o partido dono do governo teria conquistado apenas R$ 35 milhões, menos que o PSDB de Aécio e o PSB de Marina. As últimas pesquisas, nada favoráveis à candidata petista, têm levado o empresariado a diminuir a vazão da torneira das doações para o partido. Sinal dos tempos.


Postado por Equipe do Blog às 12:43
[0 Comentários] [Envie esta mensagem]
01/09/2014
Nem tanto ao mar, nem tanto à terra

Dilma e Aécio já apontaram a metralhadora na direção de Marina, e vão atirando, ora questionando sua capacidade administrativa ora na coerência de princípios. O avião no qual voava Campos corre por fora, alternativa que pode ser fulminante se a candidata resistir, impoluta, à artilharia em curso. Se Aécio é a "mudança" segura e Dilma o projeto que não emplacou, tamanhas eram as promessas que envolviam a embalagem do produto, Marina é um mix dos dois campos ideológicos, uma versão mais light, embora ainda não testada. Quem sabe é isso que o povo, intuitivamente, procura ao ajustar a mira no centro do alvo?


Postado por Equipe do Blog às 12:10
[0 Comentários] [Envie esta mensagem]